Conteúdo Latente


A eterna dicotomia entre o consciente e o inconsciente, quem vence?

Perguntas?

Ajudar

Vida!

Vida: Essa estranha essência que partilhamos voluntária ou involuntariamente com as pessoas. Dádiva para uns, martírio para outros.
Vida: uns enxergam simplesmente como algo físico-orgânico-material, outros como espiritual-transcendental. Há os que acreditam que não passa de uma “matrix”.
Seja como for,não consigo dissociar a vida da máxima presente em Fullmetal Alchemist: Tudo é um e um é tudo!
Faça o que fizer, seja como for, a vida além de pertencer a cada indivíduo também pertence a um todo maior, afetamos e somos afetados por cada vida que cruza nossas vidas. Então que possamos aproveitar a afetação vital para nos aperfeiçoarmos cada vez mais enquanto seres humanos.

Distorção

Esses pensamentos distorcidos, essa imagem distorcida no espelho me falam que minha percepção está igualmente distorcida. Hora de distorcer a distorção e reorganizar tudo.

Coração

Meu coração hora é tempestade, hora é mansidão, hora deseja abraçar o mundo, hora deseja que o mundo o abrace.

Há quem entenda a imensidão do meu ser? Até agora acho que não. Nem sei se um dia existirá.

desentranhar:

desentranhar:

Sonata de Outono - 1978

fazia tempo que não me sentia assim

desentranhar:

desentranhar:

Sonata de Outono - 1978

fazia tempo que não me sentia assim

Ser X Estar

O que sou ou como estou? Qual a pergunta certa a ser feita? Qual a resposta a ser alcançada?

Sou alguém ou estou alguém? Algumas vezes sou, noutras estou. No transitório da vida, ser ou estar realmente interessam? Sou o que vê, estou como vê em alguns momentos, noutros sou de costume, mas estou totalmente diferente. Há quem consiga notar quando sou e quando estou? Não sei! O fato é que Estar e Ser são condições das quais não se pode fugir. Somos o que nos constitui e o que aprendemos a ser e estar nas diferentes necessidades da vida.

No momento estou, pois não sei o que sou. Mas estou tentando manter o que sou, será que isso é mesmo necessário? Por que se valoriza muito mais o SER ao ESTAR? Geralmente o Estar é muito mais genuíno que o Ser.

Tem horas que é caco de vidro
Meses que é feito um grito
Tem horas que eu nem duvido
Tem dias que eu acredito.
(Paulo Leminski)

A máscara

Eu sei que há muito pranto na existência, 
Dores que ferem corações de pedra, 
E onde a vida borbulha e o sangue medra, 
Aí existe a mágoa em sua essência. 
 

No delírio, porém, da febre ardente 
Da ventura fugaz e transitória 
O peito rompe a capa tormentória 
Para sorrindo palpitar contente. 

Assim a turba inconsciente passa, 
Muitos que esgotam do prazer a taça 
Sentem no peito a dor indefinida. 

E entre a mágoa que masc’ra eterna apouca 
A humanidade ri-se e ri-se louca 
No carnaval intérmino da vida.

Augusto dos Anjos